Não lembro de ter feito um post falando sobre o PS4 aqui. Acho que a única coisa que falei sobre o “drama” do mundo compartilhado que está se criando. Inclusive recentemente saiu uma notícia de que o botão Share, assim como a cerveja mais perto de você, deverá ser usado com moderação. Isso significa que não será todo conteúdo que poderá ser compartilhado nas redes sociais como se fossem vídeos de esquartejamento nos confins da África. Provavelmente os produtores poderão selecionar as partes compartilháveis. Obviamente que sempre vai ter um que conseguirá burlar essa parada e meter um spoiler na sua cara como se fosse um negão esporrando na cara da Stoya.

Então, rolou uma apresentação da Microsoft em que eles mostraram o Xbox One, o videocassete moderno. Assim como o videocassete, ele consegue gravar suas partidas. Assim como o videocassete, ele é grande pra caramba (já estou esperando por uma versão com “menos cabeças” do Xbox). E, assim como o videocassete, ele é um complemento da sua TV. “Mas ô babaca, todo videogame é um complemento da TV. Ele precisa de uma TV pra funcionar”. Sim, mas o Xbox One (ONE, UM, 1… vou chamar só de Xbox que é mais fácil) é voltado, principalmente, para o conteúdo da TV. Ele tem aqueles fantasy que o pessoal que curte futebol americano, basquete e essas outras paradas curte. Não entendo muito bem disso, mas o Cartola F.C. é tipo um fantasy, né? Em vez da pessoa jogar um Total Manager da vida ela joga essas paradas de Cartola. Não vejo a menor graça nisso. Já que é pra comandar uma equipe, prefiro controlar um exército em Rome: Total War.

 

Por falar nisso, vai sair um Rome: Total War 2. Ansioso desde já.
Por falar nisso, vai sair um Rome: Total War 2. Ansioso desde já.

 

A estratégia da Microsoft é tornar o Xbox uma central de entretenimento (estamos ouvindo este termo desde o lanaçamento do primeiro Xbox). Se no evento de apresentação do produto eles decidiram dedicar 2/3 do tempo para falar da integração do videogame com produtos como NFL ou o campeonato americano de futebol (americano) (sei lá o nome) e em como o console respeita a comandos de voz para assistir TV, ouvir música ou ver filme (e nunca para jogar games), já dá pra perceber qual será o grande objetivo do console: servir ao pai e não ao filho (nossa, isso ficou muito religioso).

Apesar de ficar meio estranho o cara mandar o videogame ir para a TV (uma vez que ele já está na TV) sem selecionar o canal, esse tem tudo para ser o comando de voz mais usado. Não vou aqui falar que a maioria dessas funcionalidades com os esportes americanos serão apreciados praticamente pelos (vejam só) americanos. Não vou aqui questionar se o videogame reconhecerá ordens em português. Não vou aqui questionar a soprada na ferida que foi a retirada do “always on” para a cutucada na mesma que é a impossibilidade de se emprestar os jogos. Aliás, até a parada do “always on” ainda está camuflada pois, para validar um jogo como seu na Live (e impossibilitar a troca, o empréstimo e a revenda) e para aproveitar todas aquelas novas funcionalidades será preciso estar conectado quase 100% do tempo. E tem aquela parada de se conectar pelo menos uma vez a cada 24h.

Não. Eu tô aqui pra falar dessa relação cordial que a Microsoft está criando com a TV e com a programação televisiva em geral. A primeira coisa que eles mostraram sobre o novo Xbox foi o cara assistindo me parecia a CBS ou a NBC (faz mais sentido a NBC, mas tanto faz). E eu pergunto para vocês, gamers: quantos de vocês ainda assistem TV? Eu levanto a ideia de que a molecada tá pouco se fodendo pra TV. E não é de hoje. A audiência da televisão, no mundo todo, vem caindo em ritmos estáveis há alguns anos. A Microsoft sabe disso. Mas então porque ela está fazendo isso?

 

"Games? Who cares? TV is the future!"
“Games? Who cares? TV is the future!”

 

Uma dica: o novo Xbox não é para você que está lendo este blog. Raciocinou? Xeuisplicar. O Xbox One é feito para seus pais (não os seus, mas os pais dos jovens americanos). Você ainda poderá aproveitar para jogar uma partida ou outra de CoD: Ghosts enquanto seu pai não chega para ver o último capítulo de alguma dessas séries chatas que vocês acompanham.

Mas é muita estranha essa fixação pela TV. A Microsoft poderia fazer um experiência nova de internet com Kinect ou algo parecido com isso que uma mente como eu não consegue imaginar. Os caras de Redmond são mil vezes mais inteligentes que eu para pensar nisso. Além disso, pense em quais são os motivos do abandono da TV: sim, redes sociais e, por conseguinte, a enxurrada de pop-ups, notificações e atualizações. Então porque diabos mais coisas para nos distrairmos enquanto assistimos TV? Não faz sentido.

O principal concorrente da Microsoft deixa de ser PS4 e passa a ser a smarTV. Nesse mundo de aparelhos mais inteligentes que você, o Xbox One vira uma central para se acessar Netflix, esportes (+ fantasy) e mais um monte de coisas que você teria que pagar separadamente mas que poderá fazer tudo através da Xbox Live. E, olha, você ainda poderá jogar games entre um check-in no GetGlue e outro. Já falamos do Kinect 2? Então, ele vai te oferecer uma caralhada de minigames e jogos sociais entre uma estourada de pipoca e outra.

Fica cada vez mais claro que o PS4 é para deixar no quarto enquanto que o Xbox (com seu conteúdo multimídia e Kinect) será deixado na sala para mostrar as fotos da última viagem). Pense bem: não há muitos games de diversão lenta (RPG, por exemplo) que são lançados exclusivamente para o Xbox 360. Todos são de diversão instantânea em que você pode pausar ou finalizar rapidamente a partida para fazer qualquer outra coisa. E vocês aí reclamavam que o Wii era videogame de vovó. Vai vendo.

 

music-iconRocket Ride (Felix Da Housecat)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s