Surgiu por esses dias um movimento pelas interwebs dizendo que “Fulano não me representa”, sempre relacionado a algum deputado que defende alguma ideia esdrúxula (que uma minoria não concorda) e que, sendo assim, não podem legislar em nosso nome. Essa, digamos, “falta de representação” só prova uma coisa: cêis são burros demais. Uma burrice antidemocrática sem tamanho que, levada às últimas consequências, pode ser perigosa para a sociedade no que diz respeito à sua organização.

Que o Brasil é um país de otários todo mundo já sabe. Tem muita gente burra por aqui. E tem muita gente mal intencionada que manipula esses burros. Nós nos vangloriamos que o nosso sistema eleitoral é o melhor do mundo (quando se há provas de que não é), que… é… do que mais que a gente se vangloria mesmo? Alegria? Bom, vamos lá. A democracia no Brasil ainda é um negócio muito novo. Não tem trinta anos de idade. E como todo jovem, ainda faz muita merda. Por aqui, o sistema partidário não faz representar todos os ramos da sociedade. Não há algo muito bem definido por aqui. Por exemplo, os ruralistas não estão em único partido, os conservadores não estão reunidos em um PC, os liberais não possuem a própria sigla e por aí vai. Isso só contribui para a venda dos partidos, dos cargos políticos e das influências. São essas doideras que fazem com que um conservador cristão como Feliciano seja aliado politicamente de partidos dos mesmos liberais que defendem o casamento gay, por exemplo.

Discussões sobre reforma partidária à parte, a democracia no Brasil ainda é feita de forma muito errada. Muitos malucos por aí acreditam que podem colocar suas ideias em formas de leis na base do grito. Eles se esquecem de que, primeiro, é necessário que a sociedade entenda o assunto e pressione os governantes para que eles possam colocá-la em prática. Se vocês querem ver o casamento gay na lei, é necessário que grande parte da população aceite a ideia e a entenda. Não adianta você ir lá e interromper o trabalho de quem acha que o casamento gay é errado. Aliás, ser contra o casamento gay, o uso de células-tronco, o aborto e outros temas é absolutamente normal. Ser a favor também é normal. Xingar alguém que é contra (ou a favor) isso não vai adiantar de nada.

 

Se esse for o desejo da maioria e virar lei (hipoteticamente falando), o que você vai fazer?
Se esse for o desejo da maioria e virar lei (hipoteticamente falando), o que você vai fazer?

 

Da mesma forma, a implantação de uma “jesuscracia” na Constituição é algo que, se a maioria da população aceitar, o que podemos fazer? Ir contra. Mas não xingar quem propôs isso. Se a população brasileira se tornar fanática religiosa e essa for a sua escolha, pronto. Isso é uma democracia. Representantes eleitos votam assuntos a seu favor. Isso é a representatividade. Cabe a você escolher as pessoas certas. Não escolheu? Tem mais é que se foder e deixar de ser burro. Bote na cabeça que todos os deputados são seus representantes. Você pode cobrar de todos. Mas também pode continuar sendo burro. Tudo é questão de opção e, como sempre, você é livre para fazer o que quiser.

 

***

 

Passei a usar esses asteriscos que você vê aí em cima no último texto para representar (olha a representatividade aí) uma mudança de ideia, um assunto que nada tem a ver com aquilo que está no título. A ideia é falar num curto espaço das coisas que estão acontecendo em volta de mim (olha só que bonitinho <3).

Então, eu tava escrevendo esse texto enquanto minha vizinha do lado (do qual minha família nutre extrema inimizade) estava instalando a Skygato. Pra quem não conhece, essa é uma gambiarra para pegar sinal de TV por assinatura sem a necessidade de se pagar por isso. Pra quem não conhece, isso é pilantragem. Passei a pensar se as pessoas que instalam isso ficam indignadas quando sabem que políticos desviaram dinheiro público. Provavelmente não. Elas devem achar essa parada extremamente normal e ainda devem sacanear da cara de quem não faz isso. Prefiro continuar sendo sacaneado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s