Fala seus putos! Quanto tempo mesmo que eu não faço um post aqui no Faltou Mana? Faz uma caralhada de tempo, com certeza. Deixa eu explicar logo pra não restar dúvidas. Fiquei esse mês (foi um mês, nem sei, acho que foi mais) sem atualizar o blog por motivos de: TCC. Não que eu seja a pessoa mais compenetrada, organizada e estudiosa que exista, mas temos que dar o mínimo de atenção pra uma parada que vai mudar o destino do resto da minha vida e… tá, já tô eu exagerando de novo. Putz, tava com vontade de exagerar assim de novo sem precisar colocar ponto final ou qualquer outro sinal gráfico que pontue nossa língua portuguesa e que facilita a leitura e é melhor eu parar com isso se não você não entenderá nada e logo estará sem fôlego como eu neste exato momento! Rá! Tô de volta, pessoal!

Então, nesse meio tempo eu, em parceria com meus colegas de grupo Rodolfo Merino and Giovana Cabral, finalizamos um TCC e produzimos uma revista digital (com a diagramação do Gustavo Assumpção). Como eu e a Gi chegamos à conclusão, produzir um trabalho de conclusão de curso não é algo difícil. É só chato, desgastante e demorado. Qualquer coisa que é necessário seguir padrões é chato bagarai. Quem não se cansa em ficar formatando arquivos de Word? Pensar em dedicatórias, agradecimentos, frases de efeito e caralho à quatro é deveras entediante. Eu não via a hora de acabar. Quer dizer, não acabou. Ainda tem as bancas de qualificação e defesa. E correções pra fazer. E blábláblá. Vem cá, será que pode apresentar na defesa como os livros da série As Crônicas de Gelo e Fogo são fodas? Eu seria discorrer perfeitamente. Por falar nisso, agora que o tempo voltou, vou retornar minha leitura da série. O Festim dos Corvos que me aguarde!

 

Vem ni mim!

 

Sabe uma coisa que poderia resumir bem como foi meu último mês (não, não vou checar quando foi meu último post. Tô começando a achar que faz uns dois meses)? Ônibus da Motta. Puta merda, foram horas e mais horas perdidas dentro de um ônibus que me levava num horário FDP pra um lugar que eu não gostaria de ir. Sério, eram umas 6 horas por semana dentro dessas latas gigantes de metal mais sujas que a Juliana Paes no primeiro capítulo de Gabriela. Por sorte, eu passava o tempo ouvindo a seguinte playlist de canções do Bad Religion:

21st Century (Digital Boy)

A Walk

A World Without Melody

Adam’s Atoms (Acoustic Version)

Against The Grain

All There Is

American Jesus

Atomic Garden

Beyond Eletric Dreams

Boot Stamping On A Human Face Forever

You (THPS 2 rules!)

 

Depois disso, no meio desse tempo (quase certeza que foram dois meses), conheci a seguinte música de J-POP:

 

 

PONPONPON foi o que me fez passar todo esse tempo com um sorriso no rosto (de forma hétera, esclareço), mesmo com a tempestade de merda que tinha todos os dias. Durante uns 4 dias eu ouvi apenas essa bela canção em looping. E, vejam só, estou vivo. Mas estar vivo não quer dizer estar bem, deixo claro.

Nesse período teve também as fotinhas pra colação. Foi um dos dias mais legais, principalmente pela quantidade de mulheres bonitas e bem vestidas. Pena que não é assim direto.

 

Eu estava na porta, saliente, fazendo o Desfiladeiro das Termópilas versão século XXI

 

Ei, Vegeta, qual o nível de Nescau 2.0 nesta foto?

 

E sabe qual é a imagem mais marcante do TCC? É essa aqui ó:

 

Rodoviária de Santo Anastácio. Eu sempre acordo aqui. E tá tocando PONPONPON

 

No trajeto também não poderiam faltar as famosas printadas (pena que não posso colocar todas aqui por motivos de: não quero processo):

 

Capitão Óbvio

 

 

Temperatura de Epitácio de acordo com o Google. Só vejo mentiras

 

 

Temo pela vida deste sujeito

 

Não vou ficar me alongando aqui. Muita coisa perdeu o timing. Por exemplo, eu tinha pensado em fazer um post sobre a falsidade do termo “festa da democracia”. Aliás, pela segunda vez participei das eleições como 2° mesário. Não foi movimentado como da primeira vez, mas foi bem mais interessante. Deixa quieto. Tenho mais um post da série “5 coisas irritantes” que preciso fazer logo pra não perder o bonde. Peraí, quem perde bonde hoje em dia?

Ah! Lembrei de outra coisa que teve nesta semana: minha discussão com o @FeCastanhari e outros youtubers. Fui querer dar a entender que os caras eram preguiçosos no quesito “eliminar toolbars de instalações recomendadas pelo Baixaki” e pronto: o Youtube se virou contra mim (mais uma vez). Dá uma olhada nos prints.

 

 

 

 

 

Lembrem-se: só digo verdades.

O fato é que eu estou de volta, mais prosa do que nunca. Podem esperar pela volta dos posts gigantes com textos gigantes e legendas engraçaralhas. E pelos reviews. Por falar nisso, deixa eu tirar a poeira de O Festim dos Corvos. Um abraço!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s