Tava passando os olhos (imaginem agora eu passando o olho no monitor LED) pelos meus blogs favoritos. Observei que os que mais curto são baseados em textos de cabo a rabo, onde fotos e vídeos são apenas pilares que sustentam os argumentos dos pixels pretos (nossa, isso foi profundo). Então, sempre quis ter um blog falando do dia-a-dia (algo que ainda não consegui), de bobagens da infância e adolescência e de assuntos importantes (pelo menos para mim). Acho que estou quase cumprindo o objetivo, mas vejo que (há muito, mas muito tempo mesmo), o que mais traz público são coisas para sentar, ver e ouvir.

Quando criei meu blog, tava pensando em fazer algo como o Hoje é um Bom Dia, blog do Izzy Nobre, ou o Morroida, blog do Fabião. Esses caras tinham uma liberdade para falar qualquer coisa no blog deles, não interessando a linguagem adotada, o tempo para ler o post e nem as gírias e vícios de linguagem empregados. O objetivo era contar a história da forma mais divertida possível ou apresentar um argumento da forma como bem entendesse. Sempre fui fã disso. Outro blog que me inspira é o Puxa Cachorra com suas listas que me fazem chorar de rir do começo ao fim. A linguagem utilizada por todos os “redatores” é sarcástica e cheia de referências.


Estou a dois passos do layout desejado

Mas uma coisa é #FATÃO: blogs de texto estão com seus dias contando. Se você observar, atualmente a publicação de posts em blogs seguem três vertentes: a primeira de colocar textos pequenos que só existem para explicar conteúdos em vídeo ou então podcasts. A segunda é utilizar-se de memes (nunca gostei e, hoje em dia, menos ainda). A terceira é possuir um canal no Youtube (algo que acompanho com fervor). Mas blogs de texto mesmo, com aquelas chaproscas que demoram mais de 20 minutos para ler é algo bem difícil de se encontrar.

Normalmente, quem faz blogs “escritos” em pleno 2012 é porque não sabe produzir vídeos ou podcasts. Muitas vezes a limitação técnica e/ou cerebral impede o cara de fazer esses tipos de produtos. E esses blogs  também são muito mal escritos. Tenho consciência de que meu blog é uma merda no quesito “capacidade de convencimento” (?), mas sei de muitos que são ainda piores. E acho melhor não por links aqui.

Esse negócio de ler blogs de texto pode ser um incômodo para muitas pessoas. Pense: num mundo tão dinâmico onde a perda de tempo é maximizada pela vantagem de fácil visualização dos perfis pessoais, as pessoas teriam saco para ler um blog pessoal onde, vejam só, eu falo de coisas da minha vida de forma aberta? E olha que nem coloco tantas coisas da minha vida por alguns motivos. Um deles é que tenho receio do que poderiam fazer com a quantidade de informações sobre a minha vida. E a segunda, e essencial, é que não acontece muita coisa na minha vida que mereça um post. Tenho uma vida bastante pacata (e chata).


Ainda existem clip-arts no Word?

Tenho até uma ideia sobre esse assunto. Se você curte mais assistir Game of Thrones do que ler As Crônicas de Gelo e Fogo, é bem capaz que você nem tenha chegado até aqui no texto (e olha que ele é relativamente pequeno). Diga-se de passagem e extraviando o assunto inicial deste post, vou usar exemplos destas crônicas até o fim da minha vida, uma vez que ele é o primeiro épico que estou lendo após me tornar adulto (adulto?). Tenho poucas lembranças experimentais de O Senhor dos Anéis.

Voltando ao assunto, não pretendo mudar a “missão editorial” do Faltou Mana. Vou continuar falando somente do que gosto e da maneira que gosto. Claro que mais pra frente pretendo trazer podcasts (algo que já fiz mas que estou repensando o formato) e vídeos. Seria bem legal para atrair um novo público. Mas os textos são o meu forte. Sou muito mais engraçado, convincente e verdadeiro quando estou escrevendo do que em qualquer outra mídia. Quem sabe isso não muda no futuro?

O Faltou Mana é o último dos bons (convencido eu, não?) blogs de texto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s