Na entrada de Pandora um guarda me avisa que o rei me espera no castelo e diz que eu não deveria falar com as pessoas da cidade. Elas são assassinas crueis em busca de sangue (mentira). Mas, pelo que parece, são os cidadãos que não querem falar comigo. Todos são reticentes. Entro numa loja e meu queixo cai quando vejo uma roupa de kung fu em promoção. Sempre quis ser um ninja e é claro que a comprei. Mas… ah! Não posso usar roupa de ninja! Malditos! Como o que interessa é a atitude, me torno um ninja por dentro. A partir de agora vou ser silencioso (mentira) e mortal (mentira) LIKE A NINJA.

Uma das poucas pessoas que falam comigo diz que tudo ficou estranho depois que a avó (?) se partiu. E que tem pessoas que fazem coletas de ruínas no sul da cidade. Anoto tudo no minha agenda pra não esquecer. Como poucas pessoas falam comigo, decido me dirigir logo ao castelo.


“Você está falando comigo ?! VOCÊ ESTÁ FALANDO COMIGO ?!
EU METO BALA, OUVIU ?!



No castelo encontro poucos guardas e todos parecem tristes e desanimados. Todos estão preocupados com os últimos acontecimentos (que foram causados por mim). Um velhote me diz que esta terra foi amaldiçoada por uma bruxa. Penso “Ain MELDELS como é bom ser vida loka”, quer dizer, como é bom viver feliz e não em um castelo frio. Umas mulheres encalhadas me dizem que o rei está arranjando um casamento pra sua filha. Não tô gostando nada disso…

Entro na antesala do rei e me encontro com a garota que me salvou. Ela sai brigando com seu pai dizendo que tomará suas próprias decisões. Manjador de histórias de fantasia, já saco que a garota é filha do rei. Ela conta que eu devo retribuir o favor e diz que dará uma lição na bruxa e salvar um tal de Dyluck. Por fim, ela resolve contar o seu nome (finalmente).



Call me Susan



YEAH!… não seria melhor CALL ME MAYBE?



Susan passa a me seguir e, já que aparecem duas barras de energia, agora posso controlar a garota. De qualquer forma, sou um cara honrado e decido ir falar com o rei, dizer que estou levando a filha dele comigo. Entro na sala e Jema está me esperando, dizendo que eu já devo ter visto o que aconteceu com as pessoas. Segundo ele, a bruxa Elinee está drenando a energia das pessoas LIKE A SECA NORDESTINA. Algumas pessoas estariam indo para ruínas no sul da cidade.

O rei está muito puto por causa das pessoas que estão agindo LIKE A ZOMBIES. Ele mandou o Dyluck enfrentar a tal bruxa, mas parece que o idiota foi capturado. Susan xiliquenta e diz que ele não deveria ter feito isso. Dessa forma, decido que é melhor ir lá salvar o bobalhão. Nem sei o motivo de eu estar o chamando assim, mas um cara que tem o nome de Psyd… digo, Dyluck pode ser chamado de qualquer coisa.

Nopróximo capítulo: na estrada para salvar Psyduck!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s