Eu sempre reclamo dos idiotas. Apesar de amá-los de coração, eles me irritam por, em todas as situações, não terem razão e ainda assim defenderem seus argumentos fecais. O problema é que o número de idiotas (que hoje em dia, dependendo da plataforma, são chamados de haters) parece ter aumentado exponencialmente.


Então, aprendi a fazer essas coisas no ginásio;
de alguma serviu as aulas de matemática

A última que eles aprontaram (este verbo ainda é usado por menores de 30 anos?) foi criticar a ida do Instagram para a plataforma Android. Os usuários de iOS idiotas invadiram o Twitter reclamando. Mas reclamando do quê? De outras pessoas poderem usar a mesma plataforma? Lembremos às pessoas que elas não precisam ver as fotos do milhões de pessoas. Como qualquer rede social, você vê o conteúdo de quem você quiser. Não quer ver fotos de pratos sujos, de churrascos, de panças de chopp e de tijolos sem reboco? Não veja.

A pior coisa que tem nas redes sociais é a chamada “cagação de regra”. Tem sempre aqueles que dizem “não faça o Twitter de chat”, “não compartilhe imagens de Humor no Face”, “não poste fotos de tijolos”. A única regra que existe é “faça qualquer coisa”. Você pode até mandar spam, replies de “siga @fulaninho que eu te sigo de volta; não precisa me seguir” e convites para grupos e games horríveis no Facebook. Obviamente que, se você me mandar spam, vou te odiar para o resto da minha vida.

As pessoas que caem nisso são os mesmos que
são ludibriadas pelo golpe do bilhete premiado

Ah, lembrei de falar de orkutização. Orkutização é tudo isso que falei acima. O verbo recebeu um nada merecido caráter depreciativo para designar tudo o que é tosco, banal, idiota e feito por pobres. Veja, não estou falando mal dos pobres, pois ainda sou um. Apenas discuto e observo a realidade. Orkutização é tornar a rede social um lugar com piadinhas sem graça e provocações entre grupos sociais. Um lugar onde toda brincadeira é chamada de trollagem. Onde todo conteúdo é kibado de algum lugar de forma descarada. Teoricamente o Orkut possuía tudo isso. Ainda bem que, na minha rede social preferida, o Twitter, somos seguidores de quem a gente gosta.

Deixo uma dica para todos: façam o que gostam. Foda-se os outros. Você pode até ser chato. Só não venha pro meu lado. Pra falar a verdade, não façam nada do que eu falo, pois devo estar cagando regras. Só não sejam idiotas a ponto de acreditar em coisas como créditos de graça para o celular, mudança de cor do Facebook ou visualizar quem acessou seu perfil.



Principalmente este último. Ainda bem que isso é vírus. Imagina se certas garotas soubessem que eu acesso o perfil delas todos os dias? Se isso acontecer eu ligo o FODA-SE também. Tô cansado dessa porra.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s